Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



03 . OUT . 2015

05.10.15

CORROIOS / COINA / ALFARIM / SANTANA / ARRÁBIDA / NECESSIDADES / PALMELA / COINA / CORROIOS 

Dia 3.jpg

Para o 1º sábado do mês de Outubro, tínhamos a chamada volta da Rédea Curta mas com alguma Dureza, curta porque o nosso Chefe-de-Fila anda numa de festarolas e por isso, o tiro de partida foi dado as 7h30m de Corroios. Isto porque ele não gosta de meias - voltas, e assim seria a única maneira de poder concretizar mais este passeio do LONGO CURSO, junto dos seus Amigos.

 

Como andamos também curtos de elementos, o Chefe trouxe o seu filho Tiago Durão, não sendo a primeira vez que integra o nosso grupo.

 

Na passagem por Coina, o comboio apanha Pedro Matias, Paulo Silva e um Campeão (Lúcio Sequeira), foi hora de apresentações e de meter a conversa em dia.

 

Seguimos em direcção ao Casal do Sapo, com Lúcio e Pedro à frente mas em ritmo moderado, e como o nosso chefe de fila estava com o tempo contado, este passou para a frente, aumentando o ritmo e levando na sua roda Tiago que viria a tomar o comando perto da rotunda para a Lagoa. Aqui, Lúcio toma a dianteira impondo um ritmo forte na frente do pelotão, onde o LongoCurso não se fez rogado e seguiu na rua roda até Alfarim, com uma média de 33km/h. Seguiu-se a subida de Alfarim para Zambujal de Cima que foi feita em ritmo calmo, uma vez que a estrada não apresentava as melhores condições.

 

O percurso até a nossa Serra da Arrábida foi feita em grupo. Depois da entrada na Serra, esta assume as suas leis, deixando para trás o trio Durão, Tiago e Paulo. Matias ainda tentou ir na roda de Lúcio, mas não conseguiu, só o apanhou quando este parou para aliviar as águas.

 

Descida do solitário, onde Lúcio mostrou uma das suas habilidades, levando apenas na sua roda Durão.

 

A subida das necessidades foi feita em grupo, com o ritmo a ser imposto por Paulo e Matias, e os restantes elementos em plena cavaqueira. O resto do percurso foi feito em grupeto compacto até ao cruzamento dos Olhos de Água, onde Lúcio e Tiago se despedem e tomam o caminho de casa.

 

Depois do cruzamento, apenas com os três elementos devidamente equipados, Durão assume a frente até à aproximação da primeira rampa, onde Paulo sentiu que também devia aparecer, aumentando a velocidade para não ser surpreendido na mesma, acabando por ficar em 1º Paulo 2º Durão e 3º Pedro que acabou por descolar do grupo. Durão como chefe de fila fica para trás para dar roda. Novamente juntos e subida do Bairro Alentejano ficando tudo pela mesma ordem anterior mas, o inesperado acontece, Pedro fica para trás lamentando-se com o aparecimento de cãibras, abrandamento e pequena subida para a Penalva, Paulo ataca num Sprint mas Durão não deu hipóteses, ficando 1º Durão 2º Paulo e, desta vez não houve 3º pelo motivo atrás referido.

 

O brinde foi em Coina, no Café “O Triangulo”, onde Paulo disse que queria ser ela a pagar, vai ao MB (que não havia a uns anos) levantar dinheiro para pagar as minis, tarefa que ficou adiada. Como precisávamos de um bom recuperador, bebemos dose dupla.

 

O passeio concluiu-se com 115km, acumulado de 1400m e velocidade média de 29km/h.

 

EQUIPA

Luís Durão

Pedro Matias

Paulo Silva

 

CONVIDADOS

Tiago Durão

Lúcio Sequeira

 

FILE1677.JPG

FILE1679.JPG

FILE1682.JPG

FILE1685.JPG

FILE1687.JPG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


Pesquisar

  Pesquisar no Blog