Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



27 . SET . 2015

28.09.15

LISBOA / SACAVEM / VILA FRANCA / OTA / ABRIGADA / MONTEJUNTO / ALENQUER / VILA FRANCA / SACAVEM / LISBOA

DIA 27.jpg

 Terceiro ataque à Serra de Montejunto de 2015.

 
Para este passeio, apenas se apresentaram André e Durão na estação de Corroios. Enquanto Tavares fazia a travessia do Tejo de barco.
Às 8h, Durão e André partem de Roma Areeiro em direcção à zona da Expo, onde se encontram com Tavares, e estava assim reunido o trio maravilha que compunha a equipa de hoje.
O trio segue em direcção a Vila Franca, em ritmo certo, com os elementos a passar pela frente de forma organizada. Continuação em direcção a Ota e seguidamente viragem para Montejunto.
Inicio da subida pela Abrigada, desde logo com pendeste sempre acima dos 9% de inclinação, em que os 3 elementos se mantiveram juntos e num ritmo confortável a todos. Até que, a 1km do cruzamento que leva à subida final, Durão faz um ataque forte. Mas Tavares estava atento, e queria a desforra da última subida a esta Serra, assim contra ataca em força, André segue com ele e deixam Durão a cerca de 30mts. No cruzamento, viragem para o último 1,5km de subida, em que André aumenta um pouco o ritmo, distanciando-se de Tavares. A chegada é feita pela seguinte ordem:
1º André
2º Tavares
3º Durão
Tavares festeja o seu 2º Lugar, mas já sabia que Durão não ia deixar esta "guerra" ficar por aqui, e na chegada ao topo da serra este diz: "Agora vais ter de me aguentar até Lisboa".
Descida da Serra e paragem na Fonte dos Namorados para abastecer. A partir daqui, Durão mete a 5º e pé a fundo, sempre a rolar acima dos 40km/h, onde Tavares e André apenas cheiraram a frente por breves instantes, o Homem ia maluco. 
Na passagem por Alenquer, breve paragem para Coca Cola e siga novamente para a estrada.
Daqui em diante, ritmo um pouco menor, mas mesmo assim bastante alto, com André e Durão a revezarem-se na frente. Até que, a 7km de Sacavém, Durão aumenta o ritmo num topo e ouve-se um "AIIIII". André e Durão olham para trás e vêem Tavares no chão. Este teve uma cãibra e não conseguiu desencaixar os pedais. Alguns alongamentos e estava pronto para seguir. 
Chegada a Sacavém com média de 29,5km/h, onde a média de Montejunto até aqui foi de 35,7 km/h. Despedida de Tavares e continuação em ritmo calmo até Roma Areeiro. 
Como já é tradição, paragem na Pastelaria Sílvia, para brindar à amizade e a mais um excelente passeio, onde não faltou boa disposição. Os festejos estavam tão bons que Durão e André se deram ao luxo de perder 3 comboios.
 
O passeio concluiu-se com 145km, acumulado de 1600m e média de 29km/h.
 
EQUIPA
Luís Durão
André Fernandes
António Tavares

 

17120013.JPG

17130017.JPG

17210025.JPG

17490029.JPG

17490030.JPG

18080041.JPG

18090045.JPG

18290054.JPG

20540057.JPG

21250059.JPG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

26 . SET . 2015

28.09.15

CORROIOS / MOITA / ATALAIA / POCEIRÃO / SETUBAL / PALMELA / PENALVA / COINA / CORROIOS

Capturar.PNG

 

Às 8h, Luís Durão e Dulce Camões partem de Corroios e, ao chegarem ao Fogueteiro aparece José Félix que se tinha atrasado no ponto de encontro. Na passagem pelo Casal do Marco, trazem Joaquim Morais que já os esperava, mais à frente aparecem António Tavares e Pedro Matias, que vinham de Coina ao encontro dos quatro companheiros.

Grupo reunido com os elementos que conseguiram comparecer neste passeio intitulado "Volta Saloia", todos começam a trocar as primeiras palavras e a tentar aquecer as pernas, o que também era importante pelo motivo de ser um grupo pequeno e todos tinham que participar e ajudar o máximo.

Ao chegarmos à Moita +/- ao km 22, Felix despede-se pela razão que já todos sabemos, tem que regressar para abrir o seu espaço comercial, coisa que iria novamente  acontecer alguns kms à frente, +/- ao km 44 e desta vez seria Pedro Matias a despedir-se do grupo. 

Depois desta ultima saída, e com o aquecimento já efectuado, o grupo reduzido a quatro unidades começa a impor um ritmo mais forte até ao Poceirão, onde já é costume pararmos.

Depois desta paragem, mantivemos a mesma disciplina e assim se manteve até à Penalva, onde António Tavares se despede. 

Desta vez não paramos em Coina como é costume, pois todos os elementos continuaram e assim sendo, fizemos mais um esforço para aguentar até ao Casal do Marco, onde saciamos a nossa sede com o respectivo nectar da zona de Vialonga com alegria e a brindar à Amizade e ao LONGO CURSO.

 

O passeio concluiu-se com 130 km, acumulado de 805m e velocidade média de 29 km/h.

 

EQUIPA

Dulce Camões

Luís Durão

Joaquim Morais

António Tavares

Pedro Matias

José Félix

IMG_20150926_122353.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

20 . SET . 2015

20.09.15

LISBOA / LOURES / MALVEIRA / TORRES VEDRAS / MONTEJUNTO / ALENQUER / VILA FRANCA / SACAVEM / LISBOA

dia 20.jpg

Para o último dia de verão de 2015, o chefe de fila preparou um passeio em grande, ida à Serra de Montejunto.

Às 7:34, Durão, Dulce, André, Félix e Amaro apanham o Fertagus em Corroios, onde já seguia Morais. Tavares partiu de barco em direcção à capital.
Junto à Expo, o grupo encontra-se com Tavares, e estava assim completa a equipa para hoje.
O grupo parte em ritmo calmo, sempre unido e com grande espírito de entreajuda. Chegada a Torres Vedras à hora prevista, e como já é habito, o grupo aproveita para tirar foto junto da estátua do mítico Joaquim Agostinho. Foto e mais foto que  até  leva a Dulce a comentar "é que são piores que as mulheres". Alguns metros à frente, paragem num café para o devido abastecimento.
Com o deposito cheio, o grupo faz-se à estrada, rumo ao objectivo do dia. Na Vila Verde dos Francos, breve paragem na Fonte dos Namorados para abastecimento líquido. Aqui, o chefe de fila informa "vamos iniciar a subida à serra todos juntos, pois vamos fazer umas viragens e podemos desencontrar-nos, em Pragança quando eu disser roda livre, aí sim, até se podem esfolar uns aos outros subida acima, e esperam no topo". Mas, Amaro não respeitou as ordens do chefe, iniciando a subida em força, e quando o grupo chega à zona de viragem, ninguém sabia dele. Espera e mais espera, várias tentativas de contacto, mas todas elas sem sucesso. Até que o grupo segue sem o Amaro rumo a Pragança, já na subida, Amaro da sinais de vida, e Durão vai dando as instruções por telefone, para ele vir ao encontro do grupo. Mais duas paragens à sua espera, até que o grupo decidiu ir subida acima em ritmo calmo. Na chegada ao cruzamento, pequena espera  até que Amaro aparece. Faltava a parte final da subida, em que todos os elementos se empenham para chegar aos 666 mts da Serra. A chegada é feita pela seguinte ordem:
1 André
2 Amaro
3 Morais
4 Durão
5 Félix 
6 Dulce
7 Tavares
Descida da serra, e novamente paragem na Fonte dos Namorados, onde Tavares e Félix brincam e atiram água um ao outro, é só amor. Continuação em ritmo sempre certo e confortável a todos, até que a dada altura Dulce repara que Amaro não vai no grupo. Todos os elementos param à espera e tentam contactar. Amaro estava com o pneu furado uns 4km atrás, como usa tubulares e não havia grande ajuda que os restantes elementos pudessem dar, estes seguiram até ao próximo café, onde aproveitaram para repor energias. Mais uma vez, grande espera, mas Amaro além de não dizer nada, não atendia o Telefone. Foi então que o grupo decidiu seguir viagem. 
Em Sacavém Tavares seguiu em direcção ao barco e os restantes 5 elementos para Roma Areeiro.
Já perto do destino final, quando todos achavam que não havia ninguém com interesse no sprint final, Félix solta os seus gritos de transformação, mete prego a fundo e numa falta de fair play quase derruba Morais, tudo isto para chegar à Pastelaria Sílvia em primeiro, caindo assim na graça da Sra Mila. Mas isso não aconteceu, Luís Durão chega em primeiro com o consentimento de Morais. 
E lá estava a Sra Mila, pronta para mais um brinde com os Longo Curso.
 
O passeio concluiu-se com 185km, acumulado de 2700m e média de 25,2km/h.
 
EQUIPA
Rui Amaro
Dulce Camões
Luís Durão
André Fernandes
Joaquim Morais
José Félix Oliveira
António Tavares

 

15510008.JPG

15520015.JPG

16450023.JPG

17470031.JPG

18130039.JPG

18210053.JPG

18240059.JPG

19060066.JPG

20400081.JPG

20400084.JPG

20410088.JPG

20420092.JPG

20430099.JPG

20430105.JPG

20460108.JPG

20460113.JPG

20470115.JPG

00260003.JPG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

19 . SET . 2015

20.09.15

CORROIOS / COINA / SANTANA / ARRÁBIDA / NECESSIDADES / PALMELA / PINHAL NOVO / MOITA / PENALVA / COINA / CORROIOS

 

dia 19.jpg

 

Hoje fomos presenteados com um clima já fresco, mas mesmo assim, tivemos que nos fazer a estrada.

Às 8h Luís Durão e José Félix partem de Corroios, na passagem pelo Casal do Marco trazem consigo Joaquim Morais e mais uns elementos Jorge Palma e uma "Velha Glória" Fernando Barbeitos. 

Rui Cabrita, António Tavares e Pedro Matias, chegam a Coina e o LongoCurso ainda não estava à vista, decidem continuar andar ao seu encontro, porque a manhã se apresentou bastante fria.

Grupo reunido, e foi hora de trocar as primeiras palavras e brincadeiras, brincadeiras essas que passavam por não haver ninguém ao serviço, ou então estavam todas ao serviço, na estrada mais famosa da nossa região.

Devido ao forte vento que se fazia sentir, o grupo rolou 90% do percurso em “Modo Agrupado”, onde as primeiras brincadeiras surgiram na subida para a Lagoa de Albufeira. Pedro Matias dá o primeiro esticão para despertar o grupo que se vinha a queixar do frio. Matias foi acompanhado por Jorge Palma e Morais.

Chegamos a Alfarim, Felix despede-se pela razão que já todos sabemos (Abrir o seu Espaço Comercial).

Novo reagrupamento e seguimos até a Aldeia do Meco, onde Cabrita é o 1º a chegar, dizem que queria ver a Concentração de Nudistas. Aproximava-se a subida da Aldeia do Meco para a Azoia, Matias diz para Cabrita, “estás no teu terreno, pesas 50kg, tens que atacar, a subida é curta.” E Cabrita atacou e levou consigo Jorge Palma. O problema é que Cabrita não conhecia a subida e a meio rebentou… Matias ainda tenta ir no encalce do dueto, mas era tarde demais, este baixa o ritmo e pensa ter o 3º Lugar garantido, mas foi surpreendido por Morais (parecia o Frome com a cassete nova). Por isso o TOP 3 foi o seguinte: Jorge Palma, Cabrita e Morais.

O desafio do dia aproximava-se, a subida à Serra da Arrábida, onde o pelotão ficou divido em 2 grupos, o grupo mais forte composto por Matias, Morais e Jorge Palma, e o grupo menos forte por Tavares, Cabrita e Durão. 

O 1º grupo parte serra acima em amena cavaqueira, entretanto chega Durão e Cabrita e avisam que Tavares está num dia menos bom, por isso fomos buscar o Homem que já vinha meio-morto ou então não…

Equipa junta e foi hora de descer até as praias (onde Tavares comeu uma Banana) e passar pelos túneis da nossa serra. O próximo desafio aproxima-se, a subida das Necessidades, Jorge Palma adianta-se mas não leva ninguém. Por isso, Durão manda Matias atacar, e esse é bem mandado, ficou formado um dueto na frente que impos um ritmo forte, deixando o resto do grupeto para trás. Matias não aguenta o ritmo de Jorge Palma e baixa um pouco o seu ritmo. Entretanto Durão toma a dianteira na subida trazendo na sua roda Tavares, Morais e Cabrita este que depressa descola e surpreendem Matias que vinha a seu ritmo. Por isso, o TOP 3 foi Jorge Palma, Durão e Morais, ficando Tavares perdido pela subida…

Novamente grupo junto e Jorge Palma ao chegar à rotunda de Vila Fresca de Azeitão segue para casa (coisa que no "LONGO CURSO" não pode acontece), o resto do percurso foi feito em ritmo calmo, expecto no Penteado onde o nosso chefe de fila Luis Durao quis mostrar serviço e impos um ritmo forte. Os topos foram todos atacados por Tavares, que chegava sempre sozinho.... Na paragem em Coina, não teve coragem para atacar a coca-cola porque mini quer dizer, ainda lhe dava o treco.

 

O passeio concluiu-se com 125km, acumulado de 1500m e velocidade média de 27km/h.

 

EQUIPA

Rui Cabrita

Luís Durão

Pedro Matias

Joaquim Morais

António Tavares

 

CONVIDADO

Jorge Palma

 

VISITA de uma "VELHA GLÓRIA"

Fernando Barbeitos

 

FILE1595.JPG

FILE1598.JPG

FILE1602.JPG

FILE1604.JPG

FILE1605.JPG

FILE1606.JPG

FILE1609.JPG

FILE1617.JPG

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

13 . SET . 2015

13.09.15

LISBOA / LOURES / TORRES VEDRAS / ROSSIO CARVALHAL / ALCOENTRE / AZAMBUJA / CARREGADO / VILA FRANCA DE XIRA / LISBOA

DIA13.jpg

Às 7:04, Durão, Dulce e André apanham o Fertagus em Corroios, onde Durão informa os restantes, que já havia duas baixas, Félix e Tavares.

O trio parte da Avenida de Roma, como já é habitual em ritmo bastante calmo. A partir de Odivelas, Durão e André impõem um ritmo mais forte, Dulce serra os dentes, e segue na roda deles até Torres Vedras. Apesar do constante sobe e desce, chegam à estátua de Joaquim Agostinho, com média de 30,2 Km/h e exactamente à hora prevista pelo chefe de fila (não falha nada). Aqui, foto da praxe, e curta espera por Bruno, um convidado amigo de Durão, que nos faria companhia em parte do percurso.
Continuação em direcção ao Bombarral, com o vento a fazer-se sentir. No Carvalhal, pequena paragem numa fonte para abastecer, e a partir daqui sim, vento e mais vento, que dificultava em muito o percurso que já de si era duro.
Perto de Sobrena, Bruno despede-se, e o grupo reduz-se novamente a apenas 3 elementos. 
Continuação em direcção à Azambuja, onde Dulce já apresentava bastante cansaço. Aqui, podia ter entrado no comboio e tudo seria mais fácil, mas a determinação e a honra de pertencer ao Longo Curso foi maior, fazendo apenas uma curta pausa para Coca Cola e o grupo fez-se novamente à estrada.
Como já foi referido, o tempo não estava para brincadeiras, vento a soprar muito forte de frente e uma constante ameaça de chuva. Mesmo assim, graças à entreajuda do trio, chegam a Sacavém com média de 28km/h. Daqui até à Pastelaria Sílvia, seguiram em ritmo calmo, uma vez que não havia grandes interesses na discussão do sprint final.
Chegados à famosa pastelaria, o grupo depara-se com a ausência da Sr. Mila, mas esta fã não lhes faria tamanha desfeita, e daí a 5 minutos eis que entra na pastelaria para brindar com os Longo Curso.
Como sempre, o Sr. Luís fez um atendimento VIP, não deixando faltar nada, desde o Choco frito, ás sandes de carne assada. Foram sem duvida momentos divertidos e bem passados, que fizeram com que todos terminassem este passeio da melhor forma. Aqui, com Dulce rejuvenescida e já pronta para o próximo desafio, que segundo revelou o chefe de fila, será algo em grande.
 
O passeio concluiu-se com 180km, acumulado de 1700mts e média final de 27,2km/h.
 
EQUIPA
Dulce Camões
Luís Durão
André Fernandes
 
CONVIDADO
Bruno

 

15310003.JPG

15310006.JPG

15320010.JPG

15350026.JPG

15380028.JPG

16390037.JPG

 

17370038.JPG

17440045.JPG

18040059.JPG

18050064.JPG

18050067.JPG

21510074.JPG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

12 . SET . 2015

13.09.15

CORROIOS / MOITA / ATALAIA / PASSIL / POCEIRÃO / FERNANDO PÓ / AGUALVA / POCEIRÃO / PINHAL NOVO / AUTO EUROPA / COINA / CORROIOS

DIA12.jpg

 

Mais um fim de semana e mais um passeio, e para este dia tínhamos a já famosa volta da Rédea Curta, e que curta que esta foi, mas havia um motivo, o nosso chefe de fila estava de casório à tarde.

Por isso às 8h, Luís Durão parte do sítio de sempre, mas sozinho, para a sua segunda “surpresa”, que também não apareceu. Prego a fundo a caminho do Casal do Marco, até ao ponto de encontro com Joaquim Morais, e lá seguiram os dois até Coina, onde Pedro Matias, António Tavares e Paulo Silva (com a sua nova amante) já faziam algum aquecimento a volta da rotunda do Motel.

Pelotão reunido e foi hora de falar nas supostas surpresas, José Félix tinha adormecido e Silvério Correia, o homem há muito desaparecido, trocou o LongoCurso pela MEO. Será que vai meter M4O na bicicleta? Ficamos à espera do seu regresso ao LongoCurso, e depois contamos as novidades.

Morais ainda não pode esticar muito a “corda”, mas faz sempre uma perninha com a malta, até no dia que estava de serviço acompanhou até ao Rio Frio. Porque quando há vontade pode-se pedalar antes de abrir a loja, ou entrar ao serviço. Mais vale aparecer do que cair no esquecimento. 

Depois do Rio Frio, o grupeto do dia ficou resumido a 4 elementos, que foram passando pela frente do pelotão de forma certa e organizada até ao Poceirão, havendo algumas brincadeiras, ou não tivesse lá o KOM dos Esticões.

Chegados ao Poceirão, parámos no sítio do costume para comer qualquer coisa e etc, e retomamos a marcha, foi então que o nosso Chefe de Fila Luís Durão, conforme já referido, que estava de "Casório" tomou a dianteira, impondo um bom andamento, levando o Paulo Silva a comentar: "Pastor estás a dar uma aulinha". Assim foi até ao Fernando Pó, momento em que voltamos a abrandar para alguma "cavaqueira" e apreciar o bom cheiro a vinho que já se faz sentir por aquela zona.

Aproximação da Agualva, e novamente ritmo forte imposto por Luís Durão, seguindo na sua roda Tavares, e ficando para trás de imediato Paulo Silva e Pedro Matias, vindo este aos poucos a juntar-se à frente ficando sozinho Paulo Silva.

Entrada na estrada do Poceirão e tudo na mesma, o nosso Chefe de Fila a impor novamente um ritmo forte, com Tavares na sua roda, e após alguns kms Pedro Matias a ficar para trás, é quando Luís Durão comenta: "bem como ambos não andam amanhã, Paulo Silva tem que ir trabalhar e Pedro Matias tem uma despedida de Solteiro, devem estar a poupar-se", felizmente o passeio para hoje é bem curto, apelidado de "RÉDEA CURTA" como também já mencionado.

O grupo entra na recta do Rio Frio e tudo na mesma, até que no final, Paulo Silva não queria passar despercebido e tenta a sua sorte, lança um sprint na subida da ponte onde é ultrapassado sem hipótese alguma por Tavares.

Na entrada do Pinhal Novo, Paulo teve uma atitude à profissional, bebe água e de seguida manda o bidão fora, esqueceu-se que não tínhamos carro de apoio e lá teve que voltar atrás. 

Na saída do Pinhal Novo encontramos alguns elementos que perderam a carruagem do TGV e Tiago Dias segue na roda do LongoCurso até ao abastecimento em Coina.

 

O passeio concluiu-se com 115km, acumulado de 650m e velocidade média de 30km/h.

 

EQUIPA

Luís Durão

Pedro Matias

Joaquim Morais

Paulo Silva

António Tavares

2015-09-12 08.01.35.jpg

2015-09-12 09.05.12.jpg

2015-09-12 09.05.21.jpg

2015-09-12 09.05.29.jpg

2015-09-12 09.06.43.jpg

2015-09-12 10.40.29.jpg

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

06 . SET . 2015

06.09.15

LISBOA / SACAVEM / OTA / RIO MAIOR / PORTO DE MÓS / FÁTIMA / ENTRONCAMENTO

Dia 6.jpg

 

Às 7:04 da manhã, Durão, Félix e André entravam no Fertagus em Corroios, enquanto Tavares já seguia de barco, rumo à Capital.

Passados 30 minutos, o trio parte em ritmo calmo de Roma Areeiro, em direcção a zona da Expo, onde esperava Tavares. 
Reunidos os 4 elementos do grupo, seguem em direcção a Vila Franca, agora já em ritmo mais vivo, com todos os elementos a rodar pela frente. 
Mesmo antes da chegada a Rio Maior, breve paragem num café local para abastecimento liquido e café, pois embora a partida tenha sido dada com 10ºC, aqui o calor já se fazia sentir.
Continuação em direcção à serra dos candeeiros, a primeira grande montanha do dia, com o grupo animado e unido subida acima, apenas Tavares se tentou adiantar, mas foi traído pela maquina, começando as mudanças a saltar, e assim o grupo chegou ao topo em conjunto, fazendo uma rápida paragem para afinar a máquina. 
Aqui o chefe de fila diz a Félix, "Agora são 5km a descer", mas não, foram 12 km em ligeira subida com muito vento pela frente, onde André e Durão assumiram a frente, esforçando-se por manter um bom ritmo. E depois sim, chegaram os 5km a descer, até Porto de Mós, onde o grupo aproveitou para abastecer novamente, uma vez que a segunda montanha estava mesmo ali à frente. 
Ritmo calmo e constante subida fora, com o grupo bastante unido. Aqui podemos dizer que Félix estava forte como um cavalo, pelo menos, relinchou subida acima.
Na chegada ao Santuário, o grupo foi ao encontro de Paulo e Rui, membros do Grupo de BTT Orange, que nesse dia também cumpriam a sua peregrinação a Fátima. 
No Santuário, foi local de despedida de Félix, que seguiu para casa com a sua esposa. 
Os restantes 3 elementos seguiram até ao Pingo Doce mais próximo, onde almoçaram um belo frango assado, e brindaram com um sumo natural sugerido por Tavares. 
Fim de almoço, e foi altura de fazer os restantes 30km até ao Entroncamento, onde ainda houve tempo para brindar à amizade e a mais um grande passeio, antes de apanhar o comboio que nos levaria a casa. 
 
O passeio concluiu-se com 171km, acumulado de 1750m e média final de 28km/h.
 
EQUIPA
Luís Durão
André Fernandes
José Félix Oliveira
António Tavares 

16370004.JPG

16380010.JPG

16400016.JPG

16430023.JPG

16430027.JPG

19440039.JPG

19460049.JPG

19470054.JPG

20370057.JPG

21110058.JPG

22390060.JPG

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

05 . SET . 2015

06.09.15

CORROIOS / AZEITÃO / PALMELA / POCEIRÂO / LANÇADA / PINHAL NOVO / COINA / CORROIOS

Dia 5.jpg

5 DE SETEMBRO DE 2015 (05/09/2015), um dia para ficar na História do LongoCurso. Foi a primeira vez que uma Mulher integrou o pelotão da nossa equipa, e essa honra foi concedida a Dulce Camões.
Às 8h Luís Durão, José Félix, Jorge Vlera e Dulce Camões partem de Corroios. Da Cidade de Sonho e Futuro (Barreiro) Pedro Matias, António Tavares e Rui Morgado partem em direcção a Coina. Chegados a Coina e como o sol andava escondido o trio decidiu ir ao encontro do outro grupo, mas um acidente rodoviário impediu tal encontro, por isso deu-se meia volta e voltou-se para Coina, até que aparece o Homem do Mar (Paulo Silva). Pelotão reunido e foi altura de meter a conversa em dia, o ritmo ainda era calmo e continuou assim até perto de Azeitão. António Tavares, que anda a comer elásticos ao pequeno-almoço, deu o primeiro esticão e levou consigo outros dois comilões Pedro Matias e Paulo Silva.
Félix, como bom homem de trabalho que é, foi só até a Quinta do Anjo… Afinal há quem trabalhe, mas faz o esforço para nos acompanhar, nem seja só 20km, já dizia o outro “mais vale pouco que nada”.
Subida para Palmela à vista e Tavares come outro elástico, mas os dois gulosos acompanham, Paulo avisa logo que tinha o selim para cima e que não vai à luta, Matias como fez um pequeno-almoço mais fraco decidiu também não ir à luta, afinal o 2º Lugar estava garantido. Hora de reunião na Festas das Vindimas, e lá seguimos a nossa volta, por entre as vinhas da nossa região. 

Até que o nosso chefe de fila, Luís Durão, avista bem ao longe o Grupo TGV que se dirigia para Vendas Novas, e grita "vamos apanhá-los", pondo-se à frente fazendo um contra-relógio até chegarmos junto deles.

Vinhas e mais vinhas, curva e mais curva e tivemos um encontro de 3º grau com o TGV, como bravos que somos lá seguimos com eles, até que uma travagem mais brusca fez a Dulce ir ao chão, mas não foi a única, infelizmente outros participantes também caíram, mas a NOSSA Dulce foi a 1ª a levantar… e sim nossa, porque no meio do pelotão alguém gritou “A NOSSA DULCE CAIU”.
Susto passado e foi hora de recomeçar de novo, a Dulce estava rija. Menos rija ficou a máquina do Tavares, que não ficou a 100%, nada que uma visita a BykeMania não resolva. E como bom grupo que somos, acompanhamos o amigo Tavares. 

Claro que nada é por acaso, ainda tinhamos um objectivo que era ír até à "TASCA TOSCA" fazermos o nosso brinde, e desta vez além da Amizade e o Pelo Puro Prazer de Pedalar no "LONGO CURSO" havia como já referido um momento único a celebrar.


O passeio concluiu-se com 125km, acumulado de 740m e velocidade média de 29km/h.

EQUIPA

Rui Cabrita

Dulce Camões
Luís Durão
Pedro Matias
José Félix Oliveira
Paulo Silva
António Tavares
Jorge Valera
 

2015-09-05 09.27.34.jpg

2015-09-05 10.09.07.jpg

2015-09-05 10.09.43.jpg

2015-09-05 10.10.08.jpg

2015-09-05 10.27.52.jpg

2015-09-05 10.28.59.jpg

2015-09-05 10.30.00.jpg

2015-09-05 11.29.18.jpg

 

 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


Pesquisar

  Pesquisar no Blog